Filho Da Terra – Lazzo

CD, CDr, Casette, DVD, Master Tape, Vinyl

Durante toda sua carreira já vendeu cerca de 20 milhões de cópias, tornando-se uma das maiores artistas com vendagem de discos no Brasil. Ivete é mais frequentemente reconhecida pela sua poderosa voz, carisma e filho Da Terra – Lazzo performances durante os seus shows. Prêmio Multishow, contabilizando 16 conquistas, também sendo a artista mais premiada nos “Melhores do Ano” da Rede Globo, com onze troféus, sendo oito de ‘Melhor Cantora’ e três de ‘Melhor Música’. Ivete também ganhou seis Troféu Imprensa, sendo a recordista e a cantora mais indicada com 15 indicações.

Desse álbum, foi extraído o single “Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim”, canção romântica que alavancou sua carreira. Em 5 de junho de 2009, Sangalo lança seu décimo álbum de estúdio, em parceria com o canal Multishow, Pode Entrar: Multishow Registro. O álbum gerou os singles “Cadê Dalila? Foi nomeada como a nova embaixadora da Boa Vontade para combater o tráfico de pessoas no Brasil, pela UNODC.

Ivete Sangalo foi comparada pelo jornal americano The New York Times a Janis Joplin e Tina Turner, a cantora é descrita como uma “belter”, ou seja, alguém que utiliza uma técnica vocal de volume alto e notas musicais agudas. Além disso, é reconhecida como extremamente popular no Brasil, mesmo fora dos palcos. Em 2012, Ivete Sangalo foi eleita a 100ª maior voz brasileira de todos os tempos, pela revista Rolling Stone Brasil. 2014 e recentemente em 2016 da Forbes Brasil. Jogos Paraolímpicos de 2016, ambos no Brasil. Em 2017, Ivete foi a homenageada ao ser enredo da escola de samba Acadêmicos do Grande Rio no carnaval carioca. Colégio Nossa Senhora Auxiliadora em Petrolina, Pernambuco, onde Ivete Sangalo estudou parte de sua vida.

Quando pequena, Ivete já acompanhava as músicas tocadas nas horas vagas por seu pai e sua irmã mais velha, Mônica, além de que costumava cantar no colégio onde estudava, e aproveitava os intervalos para tocar violão, o que fez adquirir logo cedo seu gosto pela música. Nos saraus familiares, encarregava-se da percussão. Sua adolescência foi muito conturbada: logo cedo Ivete perdeu o pai, Alsus, de infarto, e aos 16, o irmão Marcos foi morto atropelado em Salvador. Com a morte de seu pai, que era joalheiro, toda a família teve que buscar uma forma se sustentar. Por muito tempo, as quentinhas da Dona Maria Ivete serviram como fonte de renda e sustentáculo dos Sangalo. Ivete também já havia cursado um ano de Administração e Secretariado Executivo antes da carreira profissional. Em 1991, trabalhou como backing vocal do cantor baiano Lui Muritiba, em suas viagens pelo interior.

Aos dezoito anos, iniciou sua carreira musical tocando em barzinhos. Sua primeira apresentação foi em um barzinho em Ondina, bairro de Salvador, em agosto de 1992, levada por sua irmã Mônica Sangalo que já cantava e tocava no lugar. Na época, o cachê era pago com um jantar. Em seguida, realizou alguns shows em cidades do interior da Bahia, chegando a apresentar-se também em Pernambuco. Geraldo Azevedo no Teatro do Centro de Cultura João Gilberto. Ainda em 1992, chegou a formar uma banda de samba e funk.